segunda-feira, 22 de abril de 2013

A sutil diferença entre patriotismo e insanidade

Estou escrevendo esse texto porque amo meu país. 

Fui abordado diversas vezes por "não ser patriota". O argumento que a patota de "caçadores de não-patriotas" usava era bastante simples: "Se não tá gostando, vá embora". A todos, respondi ponderadamente que embora tivesse interesse em sair do país por algum tempo, o fato de eu ir embora não era o que definiria se eu iria concordar com as políticas e o sistema do Brasil, e se as pessoas que me fizeram esse tipo de abordagem concordam com tudo atualmente, lamento por elas. Vejam, não foi sequer uma resposta agressiva, como as minhas tendem a ser. 

Mas vou escrever um pouco mais; Contra-argumentar um pouco mais a fundo.